Sexta-feira, 15 de Abril de 2011

Reunião do Conselho de Ministros de 13 de Abril de 2011

O Conselho de Ministros reuniu-se esta quarta-feira, dia 13 de Abril de 2011, na Sala de Reuniões do Conselho de Ministros, no Palácio do Governo, em Díli, e aprovou:

 

 

1. Decreto-Lei que aprova a Orgânica da Provedoria dos Direitos Humanos e Justiça

 

O objectivo da orgânica da Provedoria dos Direitos Humanos e Justiça é assegurar a implementação efectiva das atribuições dos seus serviços e organismos, levando em conta o seu papel no fortalecimento do Estado de Direito em Timor-Leste. Recorde-se que a Provedoria dos Direitos Humanos e Justiça é responsável pela prestação de apoio técnico e administrativo necessário à implementação do papel do Provedor de Direitos Humanos e Justiça, nomeadamente o controlo da actividade administrativa do Estado e o poder de recomendar comportamentos aos poderes públicos para a reparação de ilegalidades e injustiças. A regulamentação desta instituição independente garante a sua capacidade de dar confiança à população e aos poderes públicos através de uma organização eficiente e especializada nas áreas do mandato constitucional do Provedor de Direitos Humanos e Justiça.

 

 

 

2. Decreto do Governo que Constitui a Comissão Reguladora da Artes Marciais

 

O presente diploma aprova os estatutos da Comissão Reguladora das Artes Marciais que tem como função supervisionar as actividades dos centros, clubes ou escolas no ensino, aprendizagem e exercício de artes marciais. Recorde-se que em 2008 foi criada uma Lei (Lei n.º 10/2008, de 16 de Julho) que estabeleceu o enquadramento jurídico para a promoção, ensino e prática destas actividades, prevendo a criação e regulamentação dos estatutos da Comissão Reguladora, que este diploma vem, agora, efectivar.

 

 

Conselho de Ministros analisou, ainda:

 

1. Projectos Hidroeléctricos de Magapu em Atsabe e Bulobo em Maliana

 

O Conselho de Ministros analisou o resultado do estudo de viabilidade sobre os projectos hidroeléctricos de Magapu e Bulobo, apresentados pela Secretaria de Estado da Política Energética em cooperação com a agência internacional Norplan, que desenvolveu o estudo. Estes dois projectos enquadram-se no Programa do IV Governo Constitucional, que define que “as grandes linhas da política energética deste Governo assentam sobretudo na procura de energias alternativas renováveis, para garantir a energia necessária ao consumo doméstico e industrial, tendo em conta a preservação do meio ambiente”, assinalando como uma dos objectivos: “reduzir a intensidade de dependência energética, minimizando o fluxo de importação, através da utilização de fontes de energia alternativas e renováveis, tais como: hidroeléctricas, biomassas, biogases, energia solar, turbinas, energia cinética do vento, energia química armazenada em vegetais e microrganismos, potencialmente abundantes no País”.

 

 

 

2. UNDIL – Universidade de Díli A Universidade de Díli apresentou ao Conselho de Ministros o resultado das reformas a que procedeu desde a tomada de posse da nova Direcção, em 2010. Reformas estruturais, administrativas, de gestão financeira dos currículos e das instalações. A nova direcção esclareceu ao Conselho de Ministros sobre o desenvolvimento de um plano de actividades, desenhado para decorrer durante cinco anos, reconhecendo que há ainda muito trabalho para fazer. O Conselho de Ministros apreciou positivamente os progressos alcançados incentivando a nova Direcção a continuar o trabalho iniciado, uma vez que o objectivo comum, do Governo e da nova Direcção da UNDIL, é proporcionar a melhor formação aos cidadãos timorenses, contribuindo, assim, para o desenvolvimento social, económico e cultural do País. 3. Proposta de Lei que aprova o Regime Transitório da Segurança Social O presente diploma estabelece um regime transitório de segurança social, inicialmente destinado a garantir as necessidades básicas de protecção social dos trabalhadores do Estado e dos seus familiares dependentes. Ainda que transitório, este regime irá instituir o início de um regime de segurança social em Timor-Leste e constitui um primeiro passo para o desenvolvimento de um sistema universal. Este regime foi elaborado com base na proposta do Grupo de Trabalho Interministerial, aprovada pelo Conselho de Ministros em Dezembro do ano passado, que determinou que o regime transitório de segurança social deveria seguir o modelo de sistema único e de repartição simples.

 

 

 



publicado por Eskalabis às 12:46
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

post foun

Pasatempu "TT Toke Stars"

Passatempo "TT Toke Stars...

Reuniaun komunidade portu...

Regulamento do Passatempo...

Regulamentu hosi Pasatemp...

Ami Muda Ona Fatin

II Semináriu kona-ba Dire...

II Seminário sobre Direit...

Lusoafinidades - Concerto...

Luke Alkatiri felicita o ...

arquivos

Junho 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds