Sexta-feira, 20 de Maio de 2011

TIMOR-LESTE: Um país com um o sonho secular

Durante séculos o povo timorense sempre procurou meios que lhe permitissem tomar o destino nas suas próprias mãos – chegar ao sabor da liberdade! Séculos de dominação estrangeira tornaram o seu carácter mais firme e decidido, transmitindo de geração para geração, o anseio de se libertar e tornar independente! Anseio que começou desde os primeiros dias da chegada dos Portugueses. A heroicidade praticada no dia-a-dia, de um povo que lutou, resistiu, muitas vezes ignorado pelo mundo, face a potências estrangeiras que se fizeram donas e agiram como senhores num país que nunca lhes pertenceu. Uma heroicidade que segue pela convivência com os ocupantes, pelas formas de luta com as suas vitórias e derrotas, com os seus erros, e com os seus momentos dramáticos e de júbilos. Tudo isso foi e continua a ser sinal da determinação e afirmação do patriotismo Timorense. Afirmação, determinação e heroicidade de um povo que lutou, com todas as suas forças, sem o apoio dos amigos e vizinhos, fazendo despertar concordâncias e discordâncias, muitos sentimentos contraditórios – mas sempre com empatia e fraternidade.  

 

Uma luta e uma viagem pelos longos anos da sua própria história em busca da liberdade. E, depois de tantos martírios, lágrimas que tornaram o seu país como “algema de lágrimas” (assim referiu o líder carismático Xanana na sua mensagem ao povo), o povo Timorense conseguiu conquistar a sua liberdade. E foi no dia 20 de Maio de 2002, em Taci-Tolu, no parque onde a 12 de Outubro de 1989, sua Santidade o Papa Joao Paulo II presidiu a missa concelebrada, os timorenses mostraram ao mundo, às potências bélicas e aos amigos e vizinhos, a realização do seu sonho : a restauração da independência! O nascimento de uma jovem nação, o reconhecimento de um país, a existência de uma pátria livre e soberana!

 

 

Taci-Tolu, o palco das facetas históricas dos Timorenses! Em Outubro de 1989, Sua Santidade o Papa Joao Paulo II consagrou o povo Timorense como o “sal da terra e a luz do mundo”! Foi também em Taci-Tolu, que a resistência Timorense registou o desaparecimento de muitos patriotas, jovens corajosos que lutaram pela Independência! Em 20 de Maio de 2002, o mundo acolheu um novo membro na comunidade internacional, e na presença de amigos e vizinhos, apadrinhado por Portugal e pela Indonésia, os Timorenses gritaram bem alto : VIVA TIMOR -LESTE livre e independente! Naquele dia histórico, mais uma vez, Taci-Tolu testemunhou, partilhou a alegria dos abraços de fraternidade internacional, registou as lágrimas de alegria, ouviu as orações e acções de graças, chorou as amarguras que vivemos durante os anos da luta por um pais livre e independente e cantou connosco o hino nacional do Timor-Leste independente e soberano.

 

Na verdade não é fácil descrever o sentimento e a alegria sentida pelos Timorenses naquele dia de festa! Líderes de países amigos, políticos e militares de várias nações, jornalistas, e o aparato das Nações Unidas partilharam a alegria de um povo sofredor que soube suportar as directrizes do seu destino. Desta vez não chorámos a perda de um patriota, mas derramámos lágrimas de alegria.

 

Mostrámos ao mundo que somos um povo que sabe perdoar a sua historia recente. Vimos o nosso recém-empossado Presidente da República, Xanana Gusmão, abraçar o Presidente da República de Portugal! Gritamos histéricos com aplausos e salva de palmas ao vermos o nosso Presidente da República abraçar a Presidente da República da Indonésia! Não houve repúdio, nem vozes de zanga! Queríamos apenas afirmar que Timor-Leste, este pequeno e enorme, - enorme pais cheio de esperanças! Queríamos mostrar aos nossos amigos e vizinhos que lutámos pela paz, pelo respeito mútuo, pela dignidade e pelo nosso direito inalienável pela independência! E o sonho secular enfim é hoje uma realidade!

 

Temos a rédeas do nosso país nas nossas mãos! Vamos dar continuidade aos anseios dos nossos heróis, e se conseguirmos materializar o sonho da liberdade em propostas e projectos de servir e desenvolver o nosso país e o nosso povo, seremos dignos de ver “ o sorriso de amanhã” que todos bem merecemos.

 

Dili, 20 de Maio de 2011

 

Manuel Cárceres da Costa


publicado por timor às 02:57
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

post foun

Pasatempu "TT Toke Stars"

Passatempo "TT Toke Stars...

Reuniaun komunidade portu...

Regulamento do Passatempo...

Regulamentu hosi Pasatemp...

Ami Muda Ona Fatin

II Semináriu kona-ba Dire...

II Seminário sobre Direit...

Lusoafinidades - Concerto...

Luke Alkatiri felicita o ...

arquivos

Junho 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds